Loading...
19 de julho de 2012

2º Força de Porter – Quais são os produtos e serviços substitutos? Parte 2

É preciso ter em mente quais outros produtos (ou serviços) podem oferecer o mesmo benefício – ou algo similar à ele. Com isso em mente, é possível prever se ele está mesmo “intocável” como se pensa ou se há ameaças próximas, e assim tomar as providências necessárias para garantir que sua fatia de mercado não seja suprimida.

 

Importante lembrar que um produto substituto não necessariamente diz respeito a uma mesma coisa. Por exemplo, se sua empresa fabrica um brinquedo. Ele entretém crianças, certo? Mas ao mesmo tempo livros, jogos, filmes, músicas ou parques possuem essa mesma intenção: são assim produtos substitutos, vez que tem o mesmo objetivo.

 

Isto posto, vemos que esse estudo, de entender o mercado em que se está inserido, é fundamental para que não se torne obsoleto. As tendências e mudanças do mercado devem estar sempre em evidência, pois todos estão em busca da mesma fatia, todos querem faturar em determinado ponto, e é justamente aí que entra a antecipação: estar antenado para não correr atrás do prejuízo.

 

Fatores como preço e eventuais diferenciais do produto também devem ser observados, pois embora inicialmente possa parecer que não, são fundamentais para se manter. Não adianta de nada ter um produto que foi líder por certo tempo se ele tem um pós venda fraco, ou ainda um preço não competitivo.

 

É mais uma vez a importância de conhecer seu produto e onde ele está inserido para que se possa efetivamente competir e vencer com seu negócio. A segunda força de Porter trata assim justamente disso.

Quer receber mais informações gratuitas que irão te ajudar na administração da sua empresa?

Deixe seu nome e email no formulário abaixo e receba conteúdos exclusivos

%d blogueiros gostam disto: