Por que ter um Plano de Cargos e Salários?

Por que ter um Plano de Cargos e Salários?

plano de cargos e salarios

 

O PCS (Plano de Cargos e Salários) é uma ferramenta de grande importância para as empresas.  Sua criação e implantação certamente podem melhorar a performance financeira da organização, uma vez que organizar a equipe de profissionais colaboradores traz a redução de custos, bem como o aumento da lucratividade.
Tudo isso cria agilidade e precisão no recrutamento e seleção dos profissionais mais adequados, além de mecanismos para retenção dos principais colaboradores. No entanto, o que mais ele pode trazer?

O Plano de Cargos e Salários organiza sua empresa

O PCS define a descrição de cada cargo e sua missão existente na empresa, estabelecendo suas responsabilidades e principais atividades. Do mesmo modo, ele determina a formação e experiência necessárias ao profissional que o ocupará.
Tais informações são imprescindíveis no recrutamento e seleção de novos empregados, por exemplo. Isso facilita a divulgação da vaga, a análise dos currículos, a seleção dos candidatos para o(s) cargo(s).

Cada um com a sua responsabilidade definida

A determinação das responsabilidades e atividades de cada cargo reduz os entraves da produção. E também possibilita a melhor análise dos indicadores de produtividade de cada profissional. Dessa forma, ele ajuda a criar perfeito sincronismo organizacional. Com ele, alinha-se a estratégia, processos e pessoas, o que, por consequência favorece a lucratividade.
Resolvidas as descrições dos cargos, cabe classificá-los. Assim, ordenam-se por grau de importância dentro da organização. A partir daí, é possível estabelecer o salário compatível com sua valia.
Por este instrumento, ainda é possível criar uma faixa salarial tornando praticáveis os aumentos por merecimento ou tempo de colaboração dentro da realidade da empresa.
Tudo sem se abstrair o que se usa no mercado: faz-se pesquisa salarial com empresas do mesmo setor do mesmo porte, em região geográfica próxima, a fim de orientação sobre equilíbrio externo.
Isso mantém o equilíbrio interno dos salários praticados.  Assim, forma-se uma escala ascendente de salários, desde os dos cargos mais simples, até os salários dos cargos mais elevados.

O PCS estimula a eficácia da equipe

Ao fixar responsabilidades, salários, aumentos e promoções, fica claro para toda a organização as regras que regem o Plano de Cargos e Salários. Os empregados passam a melhorar a cada dia sua capacitação e comprometimento, visando:

  • alcançar suas metas;
  • aumentar sua produtividade nos objetivos da empresa;
  • galgar melhores cargos e salários.

Isso permite vislumbrar a possibilidade de crescimento profissional: a tendência do colaborador é a de se manter na empresa, receber bem os feedbacks buscando superação contínua e o devido reconhecimento.
Nesse contexto, cabe salientar que não só a remuneração motiva os colaboradores, como também o crescimento e reconhecimento profissional. Essa atmosfera cria um bom clima organizacional e, consequentemente, o crescimento da empresa e melhoria de seus resultados.

Lucratividade e produção melhoradas

Dentre todos os benefícios do PCS acima mencionados existem ainda muitos outros, aptos a redimensionar a organização com aumento da produção e da lucratividade.
Com tudo isso, entretanto, é preciso ter em mente do que um PCS não é capaz, desmistificando sua criação e implantação.  O PCS não força a empresa a adotar determinada medida, servindo unicamente de orientador na tomada de decisão. Ele pode, inclusive, ser alterado pela Direção da empresa, conforme a dinâmica empresarial e o destino da organização.
As decisões da empresa continuam sendo validadas pelas mesmas pessoas, sejam Diretores, Presidentes ou Sócios.  Os gestores de cada área e os colaborados do Departamento de Recursos Humanos passam apenas a ter, portanto, uma diretriz para iniciar os procedimentos . Isso vale para uma tomada de decisão, por exemplo, sendo a finalização da mesma acompanhada e validada pela pessoa competente.
Sendo assim, o PCS é um meio que a empresa pode e deve utilizar para melhor organizar seu quadro de funcionários, reduzir seus custos, obter reconhecimento dos colaboradores e servir como benchmark para outras empresas do mesmo setor.
(Por Eliane Mendes)

Compartilhe isso:

Share on facebook
Share on twitter

Você também vai gostar desses posts

GERALDO VEIGA

Diretor Executivo da Duplo Foco

Diretor Executivo da Duplo Foco
Construiu sua carreira profissional entre São Paulo e Rio de Janeiro, nas áreas de serviços Financeiros, Construção Civil, Bens de Consumo, Telecomunicações e Tecnologia da Informação. Possui mais de 25 anos de atuação empresarial definindo e implantando ações de estratégias empresariais em Marketing e Finanças. Administrador pela Escola Superior de Administração de Negócios (FEI-SP), com MBA em Marketing de Serviços e MBA em Gestão de Negócios TI pela FGV-RJ. É Mestre em Administração de Empresas pelo Ibmec-RJ (MsC) com especialização pela UFRJ- Coope-Crie em Web Intelligence e Analítica de Dados. Atualmente produzindo artigos na linha de pesquisa do campo da gestão e visualização de dados para empresas e novos produtos.

ALCANCE SEUS OBJETIVOS E APRIMORE
A GESTÃO DA SUA EMPRESA
%d blogueiros gostam disto: