Colchões x Copa do Mundo X Planejamento. O que tem haver???

Colchões x Copa do Mundo X Planejamento. O que tem haver???

“ Não consigo mais jogar… me substitua!”
O que esta frase acima tem a ver com planejamento? Nada?
Ou Tudo?
Em momentos de copa do mundo, tudo acontece. As pessoas de outras culturas se misturam a do país acolhedor da copa, a grandiosidade do evento, a diversidade das pessoas, a infraestrutura dos eventos, a segurança, transportes, alimentos, hotéis, entretenimento, comunicação e tantas outras ações que precisam estar em sintonia para que um evento como uma copa do mundo aconteça.
Haja visto aqui a nossa copa realizada em 2014. Festa de abertura, planejamento de deslocamentos de pessoas, deslocamentos de equipes esportivas, eventos na famosa ‘Fun Fest’ na Praça Mauá, em referência ao nosso Barão de Mauá, símbolo de nosso pioneirismo nas ferrovias.
Pois é! Mas para que tudo isso acontecesse, houve planejamentos. E como tal, se foi bem ou mal planejado, a realidade é que em nosso país ela ocorreu muito bem, apesar do ‘blackout’ total em nossa seleção, mas isso é coisa para psicólogos e demais estudiosos das áreas humanas.
O Fato é que sentimos falta e uma grande saudade do ambiente festivo, civilizado, ordeiro e tudo funcionava como deveria ser!  Ou não?
Mas vamos para a Rússia.
Nó último jogo de nossa seleção querida contra a Sérvia, aos 10 minutos de jogo, um de nossos jogadores o Marcelo, de talento reconhecido, inesperadamente “para tudo”, joga a bola para a lateral e pede a substituição. Espanto e parou ação geral.
O que houve? Jogo continua e vamos torcer… até que as informações começam a chegar pelo trabalho do jornalismo no intervalo, que o jogador teve espasmo muscular nas costas!!!!!!
Bom, ganhamos o jogo de 2×0 e seu substituto foi a altura!
Mas e se não tivéssemos jogadores a altura e a posição deste jogador não correspondesse a realidade?
Bem, tudo para dizer que a Bélgica está não só pelo Brasil, mas por todos países participantes da copa de 2018, um sarrafo acima em termos de planejamento. Pois nenhum e seus jogadores reclamaram de dores nas costas!
Por quê? Saiu uma matéria na mídia https://glo.bo/2KzMjUK,   onde a equipe técnica da Bélgica, dentre todas as ações e preparativos, vestuário, comissão técnica, médicos, fisioterapeutas, psicólogos, etc, etc., levou colchões personalizados para a Copa. Motivo: evitar dores nas costas, como as de Marcelo.
Ou seja, coincidência ou não, o planejamento além de eficaz, traz além de não dar dores nas costas dos jogadores, também não dá dores de cabeça as lideranças, gestores que tem no comprometimento com suas organizações, de pensar no seu negócio, no seu setor e concorrência, na sua participação de mercado e nas suas estratégias de marketing e de posicionamento.
Pratique, desenvolva seu Planejamento Estratégico para agora no presente, você e sua empresa, seus processos internos e externos, não terem no futuro próximo, dores nas costas, muito menos dores de cabeça.
 

 

Compartilhe isso:

Share on facebook
Share on twitter

Você também vai gostar desses posts

GERALDO VEIGA

Diretor Executivo da Duplo Foco

Diretor Executivo da Duplo Foco
Construiu sua carreira profissional entre São Paulo e Rio de Janeiro, nas áreas de serviços Financeiros, Construção Civil, Bens de Consumo, Telecomunicações e Tecnologia da Informação. Possui mais de 25 anos de atuação empresarial definindo e implantando ações de estratégias empresariais em Marketing e Finanças. Administrador pela Escola Superior de Administração de Negócios (FEI-SP), com MBA em Marketing de Serviços e MBA em Gestão de Negócios TI pela FGV-RJ. É Mestre em Administração de Empresas pelo Ibmec-RJ (MsC) com especialização pela UFRJ- Coope-Crie em Web Intelligence e Analítica de Dados. Atualmente produzindo artigos na linha de pesquisa do campo da gestão e visualização de dados para empresas e novos produtos.

ALCANCE SEUS OBJETIVOS E APRIMORE
A GESTÃO DA SUA EMPRESA
%d blogueiros gostam disto: