Por que é necessário saber executar? (parte 2)

Por que é necessário saber executar? (parte 2)

Além de saber executar, é preciso saber gerenciar. Uma coisa depende da outra; o lider deve ser uma pessoa atenta não apenas ao o que deve ser feito mas sobre quem e como está fazendo. Como se diz comumente, ele deve “colocar a mão na massa”. Mandar todo mundo – bem ou mal – sabe.
O líder – o bom líder – deve possuir o instinto para execução, e esse instinto diz respeito não somente a mandar, mas a também fazer parte do projeto. Deve possuir uma motivação intelectual para cada nova ideia que surgir, ser articulado. Pelo menos é isso que se espera, ou que se esperava.
A realidade que se tem observado entretanto é que muitos os lideres estão mais interessados em apenas idealizar, e esquecem o “fazer acontecer”. Acabam se perdendo e não compreendem o que precisa ser feito para que suas grandes ideias se transformem em tarefas específicas. Tudo fica em um plano muito abstrato e assim pecam na execução, deixando tudo solto.
Ao não se envolver em como as coisas devem ser feitas – e como estão realmente sendo feitas – perdem o rumo quando surgem obstáculos, pois na sua visão macro não viram o que poderia acontecer se não seguissem um plano. Pessoas que não tem habilidade de executar designadas para essa tarefa também pode se tornar um problema: escolher alguém por pura afinidade para realizar uma tarefa pode ser um problema, pois não necessariamente ela possua a organização e disciplina necessárias.
Para se liderar com eficiência é preciso se envolver no processo como um todo, desde o seu planejamento até o fim de sua execução. De nada adianta ter excelentes ideias se não souber como torna-las reais. Mais uma vez vemos a dificuldade que as pessoas tem para executar e o quanto isso deve ser treinado e compreendido para que se obtenha sucesso nos negócios.
A execução é assim uma tarefa de disciplina, e baseia-se em certos elementos e processos que a tornam possível. Trataremos desses elementos nos posts seguintes, com o intuito de auxiliar o empreendedor nessa esquecida – e importante – tarefa.

Compartilhe isso:

Share on facebook
Share on twitter

Você também vai gostar desses posts

GERALDO VEIGA

Diretor Executivo da Duplo Foco

Diretor Executivo da Duplo Foco
Construiu sua carreira profissional entre São Paulo e Rio de Janeiro, nas áreas de serviços Financeiros, Construção Civil, Bens de Consumo, Telecomunicações e Tecnologia da Informação. Possui mais de 25 anos de atuação empresarial definindo e implantando ações de estratégias empresariais em Marketing e Finanças. Administrador pela Escola Superior de Administração de Negócios (FEI-SP), com MBA em Marketing de Serviços e MBA em Gestão de Negócios TI pela FGV-RJ. É Mestre em Administração de Empresas pelo Ibmec-RJ (MsC) com especialização pela UFRJ- Coope-Crie em Web Intelligence e Analítica de Dados. Atualmente produzindo artigos na linha de pesquisa do campo da gestão e visualização de dados para empresas e novos produtos.

ALCANCE SEUS OBJETIVOS E APRIMORE
A GESTÃO DA SUA EMPRESA
%d blogueiros gostam disto: