Os Elementos da Execução (parte 1)

Os Elementos da Execução (parte 1)

Como vimos anteriormente, a execução é uma tarefa de suma importância para uma empresa; para que seu planejamento realmente dê frutos. Assim, é preciso saber como executar, e para tanto, temos alguns elementos chave, tais sejam: os comportamentos essenciais do líder; a criação de um modelo para mudança cultural e ter as pessoas certas no lugar certo.
Esses elementos foram levantados pelos autores Larry Bossidy e Ram Charan, que fizeram da execução seu objeto de estudo no livro “Execução – A Disciplina para Atingir Resultados”; que é a obra na qual baseamos nossa série de posts.
Assim, o líder deve ter sete comportamentos considerados essenciais; tais sejam: conhecer seu pessoal e sua empresa; insistir no realismo; estabelecer metas e prioridades claras; concluir o que foi planejado; recompensar quem faz; ampliar as habilidades das pessoas pela orientação  e conhecer a si próprio. Cada um desses comportamentos é necessário para que se seja um bom líder e saiba mais do que apenas idealizar e delegar; mas realmente fazer parte e compreender o que é feito na empresa. Vamos então analisar cada um desses pontos.
Conheça seu pessoal e sua empresa: ora, é primordial saber o que é o seu negócio e quem são as pessoas que o fazem andar. O problema encontrado é que os líderes geralmente não estão onde a ação está; deixando assim de ter contato com a realidade em que tudo se encontra, faltando comprometimento com a equipe que comanda.
Insista no realismo: muitos deixam o realismo de lado pois ele puxa as ideias muito altas para baixo; além de fazer com que tenham de encarar seus pontos fracos e fortes. Entretanto, para que o que se planeja dê certo é preciso que se reconheça onde é necessário haver melhoras e somente encarando a realidade isso é possível.
Estabeleça metas e prioridades claras: sair fazendo tudo ao mesmo tempo faz com que nada dê certo. Assim, líderes que realmente executam são aqueles que se concentram em poucas – e claras – prioridades. Tendo aquilo que deve ser feito exposto de maneira clara e de maneira enxuta faz com que todos as compreendam e possam executar.
Conclua o que foi planejado: assim como é preciso ter poucas prioridades para que elas não se confundam com coisas desnecessárias, também se faz necessário ter metas claras e simples que sejam compreendidas e levadas a sério por todos. Uma vez isso feito, os responsáveis por cada uma das metas deve ser responsabilizado caso não sejam atingidas para que não fique nada incompleto.
Recompense quem faz: assim como é preciso responsabilizar quem não terminou alguma tarefa, recompensar aqueles que produziram os resultados esperado é um meio de incentivar e respeitar os funcionários. Lembre-se que um funcionário motivado é uma das chaves para o sucesso de uma empresa.
Amplie as habilidades das pessoas pela orientação: de que adianta implantar um sistema de “punição” e premiação se os seus subordinados não compreendem ou não sabem executar aquilo que lhes foi pedido? Faz parte do trabalho do líder passar sua experiência e conhecimento para a próxima geração de líderes: saber observar a ação de perto e dar feedbacks efetivos e eficientes, questionando as coisas certas e da maneira correta. Questionar faz com que as pessoas raciocinem e compreendam aquilo que lhe foi pedido, buscando novas soluções para velhos problemas.
Conheça a si próprio: para que se possa liderar com efetividade, o líder deve ter firmeza emocional; ou seja, deve saber aceitar pontos de vista diferentes dos seus, aceitar e propor desafios, saber compreender os pontos fracos e lidar com eles de maneira a corrigi-los e melhora-los. Ser lider é compreender tudo o que há de errado e ter pulso firme para tomar as decisões necessárias para colocar tudo de volta no trilho.

Compartilhe isso:

Share on facebook
Share on twitter

Você também vai gostar desses posts

GERALDO VEIGA

Diretor Executivo da Duplo Foco

Diretor Executivo da Duplo Foco
Construiu sua carreira profissional entre São Paulo e Rio de Janeiro, nas áreas de serviços Financeiros, Construção Civil, Bens de Consumo, Telecomunicações e Tecnologia da Informação. Possui mais de 25 anos de atuação empresarial definindo e implantando ações de estratégias empresariais em Marketing e Finanças. Administrador pela Escola Superior de Administração de Negócios (FEI-SP), com MBA em Marketing de Serviços e MBA em Gestão de Negócios TI pela FGV-RJ. É Mestre em Administração de Empresas pelo Ibmec-RJ (MsC) com especialização pela UFRJ- Coope-Crie em Web Intelligence e Analítica de Dados. Atualmente produzindo artigos na linha de pesquisa do campo da gestão e visualização de dados para empresas e novos produtos.

ALCANCE SEUS OBJETIVOS E APRIMORE
A GESTÃO DA SUA EMPRESA
%d blogueiros gostam disto: