Loading...
11 de julho de 2012

1º Força de Porter – Como é a rivalidade entre os concorrentes?

Ao se falar em empresas e análise de mercado, uma das primeiras coisas que se vem à mente é a concorrência: como ela se comporta, qual o impacto no seu negócio, o que fazer para se destacar e “ganhar” do concorrente. Dai todos investimentos em marketing, as guerras de preços e campanhas muitas vezes agressivas. Toda essa competição beneficia os clientes, que podem então optar por aquele que lhe oferece melhores condições ou preços, por exemplo. Entretanto, para as empresas, caso não compreendam bem que não se trata apenas de competição, isso pode ser profundamente prejudicial e até desleal.

 

A rivalidade entre concorrentes é o ponto, a força central das cinco determinadas por Porter, sendo a mais significativa delas, pois com todas se relaciona. Assim, para que se inicie a análise de rivalidade entre concorrentes, é primeiro preciso identifica-los, levando em consideração a atividade e agressividade dos concorrentes diretos. Entender quem são os seus concorrentes é primordial para que se faça possível visualizar seu posicionamento no mercado frente aos demais.

 

É importante dizer que o concorrente não necessariamente é quem vende um mesmo produto ou serviço. A análise é mais profunda, pois trata-se não somente de produtos ou serviços, mas de outros fatores, como por exemplo público alvo ao qual se dedicam.

 

Desse modo, se faz necessário compreender alguns pontos, como quem são os concorrentes diretos; como as empresas estão agrupadas; se as marcas já estão consolidadas e quais as vantagens competitivas oferecidas pelos concorrentes.

 

Fonte: Marcelo Nakagawa (Professor e Coordenador do Centro de  Empreendedorismo do INSPER

Quer receber mais informações gratuitas que irão te ajudar na administração da sua empresa?

Deixe seu nome e email no formulário abaixo e receba conteúdos exclusivos

%d blogueiros gostam disto: