Loading...
24 de abril de 2012

Gestão Estratégica – Cenários Prospectivos

Gestão estratégica, cenários competitivos

Dando sequência aos artigos sobre Gestão Estratégica, hoje trataremos do seu segundo pilar: os Cenários Prospectivos.
Ao se estudar quais os passos que a empresa deve tomar para atingir suas metas e objetivos, deve-se considerar o mundo em que está inserida e o quanto as mudanças que ocorrem no meio influem ou não nos caminhos escolhidos a se seguir. Para auxiliar nessa tarefa, utiliza-se os cenários prospectivos: uma ferramenta administrativa que auxilia na tomada de decisões estratégicas.
Mas, como isso funciona? 
A empresa utiliza-se de visões parciais de como o mundo será no futuro, e através destas, consegue limitar as circunstâncias que podem vir a ocorrer e influenciar direta ou indiretamente no seu negócio. Lançando mão desse recurso, o pensamento estratégico, a tomada de decisões e a definição de estratégias da empresa são facilitados, possibilitando que os administradores lidem melhor com as incertezas que fazem parte dos negócios em geral.

Assim, não só se prevê as mudanças, mas também se enxerga o que ela significa para a empresa, pesando o impacto que poderá gerar e auxiliando no planejamento.
Com a utilização dos cenários, a empresa se beneficia como um todo: facilita a criação de redes de troca de informação; desenvolve a criatividade; auxilia na identificação de novas oportunidades de negócios e gera maior certeza no processo de tomada de decisões.

Isso, sem mencionar que gera maior conhecimento dos processos internos e externos, bem como das suas interrelações, pois para que seja possível criar cenários prospectivos, é necessário entender não só do que se trata o seu negócio, mas também onde está inserido e como se relaciona com o mundo como um todo.

Com os diversos cenários em mãos, imagina-se diversas versões do futuro e qual delas pode afetar a sua empresa. Analisa-se assim quais dessas mudanças realmente acontecerão; o que elas significam para o setor em que o negócio está inserido e que mudanças provocarão na empresa. A vantagem das projeções, é que não se joga com a sorte esperando que os fatos simplesmente aconteçam para só então tomar uma decisão.

O futuro da sua empresa não pode depender de simples adivinhações. Se fosse esse o caso, não precisaríamos falar em gestão estratégica e ela ficaria lançada à sorte. É preciso que esteja preparada para os problemas que podem surgir; que esteja sólida e bem organizada para que quando e se esses problemas acontecerem não sejam um imprevisto, mas algo com que já se sabe lidar.

Assim como todo processo que envolve uma boa Gestão Estratégica, os Cenários Prospectivos demandam de tempo e dedicação para que seja possível analisar os diversos cenários e entender qual realmente se encaixa no seu negócio ou não. O uso de profissionais que já possuem conhecimento nessa área e que estão familiarizados com esse tipo de estudo, como nós da Duplo Foco, facilitam e muito na compreensão do processo e na sua implantação; buscando assim atingir o sucesso da sua empresa.

Confira ainda nesta semana o artigo sobre o terceiro pilar da Gestão Estratégica que trata sobre a Inteligência Competitiva.
Leia ainda o artigo anterior da série que trata sobre o Planejamento Estratégico, primeiro pilar da Gestão Estratégica

%d blogueiros gostam disto: