Loading...
2 de julho de 2018

Como transformar conflitos organizacionais em oportunidades de crescimento?

Você sabia que conflitos organizacionais são uma oportunidade ímpar de crescimento para o seu negócio? Leia esse texto e descubra como isso é possível.

Uma boa gestão de negócios perpassa por uma boa gestão de conflitos, pois, independente do nicho no qual a sua organização se insere, é fundamental saber administrar as divergências de opiniões que inevitavelmente surgem no ambiente profissional.

Diferente do que a maioria pensa, conflitos não são um obstáculo para o progresso da sua organização, pelo contrário, são uma possibilidade ímpar de desenvolvimento.

Diante disso, apresentamos a seguir 3 dicas de como transformar conflitos organizacionais em oportunidades de crescimento. Veja:

1. Fortaleça a comunicação

É importante lembrar que os desentendimentos podem surgir não apenas entre colaboradores, mas também com clientes, fornecedores e parceiros comerciais.

Por isso estabeleça uma comunicação externa e interna eficiente, de modo que, diante de um conflito, todos os envolvidos nas negociações da empresa sintam que o diálogo aberto é uma alternativa real.

Para tal, o gestor deve manter-se próximo das suas equipes, promover ações de integração e fazer visitas rotineiras nos departamentos, assim poderá sentir o clima organizacional e até mesmo detectar situações que podem vir a se tornar um conflito.

Escolha os canais mais utilizados por aqueles com quem deseja se comunicar. Por exemplo, se seus clientes estão mais presentes no Facebook, é lá que você deve estar. Se os seus funcionários preferem receber avisos por e-mail e quase não prestam atenção no mural de recados, então comece a enviar os comunicados oficiais por correio eletrônico.

Certifique-se também de que seu ponto de vista está sendo transmitido sem ruídos e de que está se expressando com clareza e no tom ideal. É primordial também saber ouvir e estar aberto ao feedback.

2. Seja conciliador

Ao identificar um conflito, busque fatos que o ajudem a entender melhor a situação. Em seguida, planeje uma ação de intervenção, sempre tendo em vista que o objetivo final não é favorecer nenhuma das partes e sim solucionar o conflito e chegar a um acordo que melhore o ambiente e a relação entre os envolvidos.

Após isso, agende uma reunião em local neutro e reservado. Antes de começar a expor os seus argumentos, sugestões e proposta de resolução, tente criar um clima amistoso e, em vez de focar no conflito em si, concentre-se nos pontos de concordância entre as partes.

Tags: